Este estudo piloto de Trousselard M. e col. foi publicado em 7 de setembro de 2015 em Appl Psychophysiol Biofeedback DOI 10.1007/s10484-015-9312-y e o texto integral da publicação pode ser acessado aqui.

Resumo

Escrevem os autores que os cuidados de saúde que abordam a capacidade de regulação emocional de pacientes esquizofrênicos, quando confrontados com o estresse diário, podem contribuir para uma vida com menos ansiedade. Sabe-se também que o treinamento psicofisiológico em coerência cardíaca, usando o biofeedback da variabilidade da frequência cardíaca − VFC (HRV em inglês) focado na regulação emocional diminui a ansiedade em indivíduos saudáveis.

Os autores realizaram um estudo piloto para explorar os benefícios da coerência cardíaca em pacientes esquizofrênicos clinicamente estáveis.

Dez pacientes foram incluídos neste programa, que consistiu de doze sessões semanais monitoradas de 1 hora, durante um período de dois meses. Foram usados questionários padrão antes e depois da intervenção para avaliar a ansiedade, o bem estar e como os pacientes lidam com o estresse e com os fatores estressantes.



Os resultados mostraram que esta intervenção foi muito bem aceita e melhorou (ou tendeu a melhorar) o bem estar, o grau de ansiedade e os fatores emocionais estressantes avaliados. As transformações foram maiores nos pacientes portadores de maior sofrimento clínico e emocional.

Concluem os autores que este estudo piloto revelou que o treinamento em coerência cardíaca pode ajudar os pacientes esquizofrênicos a lidar com a ansiedade da vida moderna.

Você sabe que no Brasil já existe uma ferramenta de biofeedback cardíaco (HRV) disponível para auxiliar no tratamento da ansiedade? Para saber mais sobre essa ferramenta chamada cardioEmotion, faça download do e-Book “Como tornar visível o invisível: visualizando as reações psicofisiológicas por meio de biofeedback”.


Sobre o autor deste post: Colunista do blog do cardioEmotion, Dr. Fernando é formado em medicina pela USP, pós graduado em administração de empresas pela FGV, possui mais de 40 anos de experiência como executivo de sucesso em empresas multinacionais do ramo farmacêutico, além de escritor e tradutor sênior.