Este estudo de Yu L. C. e col. foi publicado no International Journal of Behavioral Medicine em junho de 2018, volume 25, item 3, págs 271–282.

Resumo

Objetivo

Os autores escreveram que “o biofeedback VFC (BVFC) é uma intervenção psicofisiológica eficaz, com efeitos no curto prazo de aumento da homeostase do sistema nervoso autônomo (SNA), fortalecimento da sensibilidade do baroreflexo e diminuição da hostilidade em pacientes com doença das artérias coronárias (DAC). Este estudo randomizado e controlado examinou os efeitos do biofeedback VFC (variabilidade da frequência cardíaca, ou HRV em inglês) após um ano sobre o prognóstico desses pacientes”.

Métodos

De 222 pacientes com DAC encaminhados por cardiologistas, 210 foram selecionados e randomizados aos grupos BVFC e controle. Todos os pacientes receberam avaliação psicofisiológica e preencheram questionários de avaliação psicológica antes e depois das intervenções e após um ano de seguimento. Os principais pontos terminais do prognóstico cardiovascular incluíram readmissão hospitalar, visitas a serviço de emergência (pronto socorro) e mortalidade.

Resultados

O grupo BVFC teve menos readmissões por todas as causas (12,00 vs. 25,42%) e menos visitas à emergência por todas as causas (13,33 vs. 35,59%) que o grupo controle. A VFC de baixa frequência no grupo BVFC aumentou após a intervenção e após um ano de seguimento, em comparação com os valores de antes da intervenção. Embora não tenha sido encontrado nenhum efeito significativo da interação no desvio padrão dos intervalos normal para normal (F = 2,96, p = 0,055), esse intervalo aumentou em 26,68% entre antes e depois da intervenção, e em 15,77% desde antes da intervenção até o seguimento no grupo BVFC. Todavia, ele diminuiu em 3,60% de antes para após a intervenção e diminuiu em 1,99% de antes da intervenção ao seguimento no grupo controle. As pontuações de depressão e de hostilidade diminuíram significativamente após a intervenção e após um ano de seguimento apenas no grupo BVFC.

Conclusões

Os autores concluíram que os efeitos no longo prazo do BVFC foram confirmados pela melhora do prognóstico cardiovascular, pelo aumento da homeostase cardíaca autônoma, da sensibilidade do baroreflexo e pela diminuição da depressão e da hostilidade. O BVFC é uma intervenção psicofisiológica eficaz, com efeitos no curto e no longo prazo sobre os programas de reabilitação cardíaca.


Atualmente, já existe disponível no Brasil uma ferramenta complementar-integrativa de biofeedback VFC, o cardioEmotion, inventado e desenvolvido por mim e pelo Prof. Dr. Marco Fabio Coghi.

Para saber mais sobre esta ferramenta, baixe gratuitamente o e-book “Como tornar visível o invisível” e/ou inscreva-se para fazer o curso do mesmo nome, realizado em diversos locais, várias vezes por ano (incluir link) e ministrado por:

Prof. Dr. Marco Fabio Coghi

Pesquisador, responsável científico pelo desenvolvimento do cardioEmotion. Químico e Fisioterapeuta pós-graduado, professor convidado de diversos cursos de pós-graduação (UNICID, UNIFESP, CETCC entre outros); especialista em biofeedback cardiovascular. Palestrante nacional e internacional. Escreveu diversos e-books sobre o tema: coerência cardíaca e biofeedback. Autor de três patentes de invenção. Instrutor de Yoga pós-graduado; terapeuta Ayurveda com estágios realizados na Índia. Hipnoterapeuta. Diretor Científico da NPT – Neuropsicotronics, Diretor da Clínica TAMA e da INTELECTUS Treinamento e Cursos.

Prof.ª Silvana P. Cracasso

Mestranda na UNIFESP em Técnicas Contemplativas. Aprimoramento em técnicas de Atenção Plena e Mindfulness para Saúde. Docente do curso de pós-graduação na UNINOVE. Pedagoga, especialista em Psicopedagogia, Dependência Química, Neuropsicologia do Desenvolvimento. Aprimoramento em Psicofarmacologia, Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) para Desafios Clínicos; Avaliação Neuropsicológica Interdisciplinar; Neuropsicologia Clínica Aplicada à Reabilitação. Educação Emocional e Neurofisiologia das Emoções. Palestrante e formadora de lideranças em Habilidades Socioemocionais. Diretora e coordenadora de atendimento terapêutico da Clínica TAMA e Diretora da INTELECTUS Treinamento e Cursos.