Este artigo de Deschodt-Arsac V. e col. foi publicado em 26 de julho de 2018 em PLOS | one, doi.org/10.1371/journal.pone.0201388.

Resumo

Introdução

Tem sido demonstrado que o treinamento pelo biofeedback VFC (variabilidade da frequência cardíaca, ou HRV em inglês), um método através do qual alguém controla uma frequência respiratória anormalmente baixa para atingir coerência cardíaca, reduz a ansiedade e melhora os marcadores cardíacos autonômicos em pessoas doentes, mas muito menos conhecidos são os benefícios do biofeedback VFC em pessoas sadias. Os autores investigaram os benefícios potenciais em competidores jovens estressados durante exames universitários, bem como a persistência dos benefícios após o término do treinamento pelo biofeedback VFC.

Métodos

Um grupo de estudantes praticantes de esportes (n = 12) praticou treinamento de biofeedback VFC durante 5 minutos, duas vezes por dia, por 5 semanas, e foi comparado com um grupo controle (n = 6). Exames universitários ocorreram imediatamente após o treinamento pelo biofeedback VFC (exame 1), e 12 semanas mais tarde (exame 2). Os marcadores de ansiedade e os marcadores autonômicos cardíacos foram avaliados na situação basal, após o exame 1 e após o exame 2. Principal Component Analyses (PCA), que combina todos esses marcadores foram computadas no exame 1 e no exame 2, para enfatizar as covariações.

Resultados

No exame 1, imediatamente após o término do treinamento pelo biofeedback VFC, o grupo do experimento demonstrou maiores marcadores autonômicos, mas estados semelhantes de ansiedade, quando comparados com o grupo controle. Doze semanas mais tarde, no exame 2, os marcadores autonômicos foram maiores a as pontuações de ansiedade foram menores nos participantes do grupo do experimento. O PCA destacou covariações apenas entre os marcadores autonômicos no exame 1. Ao contrário, as variações nos marcadores cardíacos foram associadas a marcadores de ansiedade no exame 2.

Conclusão

Os autores concluíram que “curtas sessões de treinamento por um breve período de 5 semanas trazem benefícios substanciais para os marcadores autonômicos e para os níveis de ansiedade em jovens competidores. Aqui, os efeitos benéficos persistiram por 12 semanas. Perfis dissociados de ansiedade e de adaptações autonômicas cardíacas trouxeram nova luz sobre o papel das amigdalas cerebrais nas interações coração-cérebro após o treinamento em coerência cardíaca”.

Atualmente, já existe disponível no Brasil uma ferramenta complementar-integrativa de biofeedback VFC, o cardioEmotion, inventado e desenvolvido por mim e pelo Prof. Dr. Marco Fabio Coghi.

Para saber mais sobre esta ferramenta, baixe gratuitamente o e-book “Como Tornar Visível o Invisível” e/ou inscreva-se para fazer o curso do mesmo nome, realizado em diversos locais, várias vezes por ano e ministrado por:

Prof. Dr. Marco Fabio Coghi

Pesquisador, responsável científico pelo desenvolvimento do cardioEmotion. Químico e Fisioterapeuta pós-graduado, professor convidado de diversos cursos de pós-graduação (UNICID, UNIFESP, CETCC entre outros); especialista em biofeedback cardiovascular. Palestrante nacional e internacional. Escreveu diversos e-books sobre o tema: coerência cardíaca e biofeedback. Autor de três patentes de invenção. Instrutor de Yoga pós-graduado; terapeuta Ayurveda com estágios realizados na Índia. Hipnoterapeuta. Diretor Científico da NPT – Neuropsicotronics, Diretor da Clínica TAMA e da INTELECTUS Treinamento e Cursos.

Prof.ª Silvana P. Cracasso

Mestranda na UNIFESP em Técnicas Contemplativas. Aprimoramento em técnicas de Atenção Plena e Mindfulness para Saúde. Docente do curso de pós-graduação na UNINOVE. Pedagoga, especialista em Psicopedagogia, Dependência Química, Neuropsicologia do Desenvolvimento. Aprimoramento em Psicofarmacologia, Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) para Desafios Clínicos; Avaliação Neuropsicológica Interdisciplinar; Neuropsicologia Clínica Aplicada à Reabilitação. Educação Emocional e Neurofisiologia das Emoções. Palestrante e formadora de lideranças em Habilidades Socioemocionais. Diretora e coordenadora de atendimento terapêutico da Clínica TAMA e Diretora da INTELECTUS Treinamento e Cursos.