Este é um artigo de Ginsberg J. P. e col., publicado em Altern Ther Health Med. 2010 Sep-Oct;16(5):11., que pode ser acessado aqui.

Resumo

Nos Estados Unidos, a necessidade de tratamento do transtorno do estresse pós-traumático (TEPT) em veteranos de combate que retornaram do Afeganistão e do Iraque é uma crescente preocupação. Em diferentes estudos, o TEPT tem sido associado a diminuição da coerência cardíaca (um indicador de variabilidade da frequência cardíaca (VFC, ou HRV em inglês), e aos estágios iniciais de déficit de processamento de informação (atenção e memória imediata).

Um estudo piloto foi realizado para avaliar a covariância da coerência e do processamento de informação em veteranos de combate. Uma meta adicional deste estudo foi avaliar os efeitos do biofeedback VFC e da coerência cardíaca sobre o processamento da informação nesses veteranos.

Foram estudados dez veteranos de combate (5 deles com e outros cinco sem TEPT), nos quais a coerência do processamento da informação foi empregada com covariáveis psicométricas, antes e depois do estudo, que foi realizado numa clínica ambulatorial de saúde mental de um VA Medical Center.

Os participantes reuniram-se com um profissional de biofeedback VFC uma vez por semana, durante 4 semanas, e receberam feedback visual em padrões de VFC, enquanto recebiam treinamento em frequência respiratória de ressonância para indução de emoções positivas.

As medidas primárias foram coerência cardíaca, aprendizagem de lista de palavras, tempo de reação e contagem de dígitos de traz para frente.

A coerência cardíaca foi atingida em todos os participantes, e o aumento da relação de coerência foi significativo após o treinamento em biofeedback VFC. Foram obtidas melhoras significativas dos indicadores do processamento de informação. O grau de aumento da coerência foi, provavelmente, o mediador da melhora cognitiva.

Em conclusão, os autores acharam que a coerência cardíaca é um índice de força de controle da desaceleração cardíaca parassimpática em um indivíduo, que tem importância cardinal para a atenção dele e afeta a sua regulação.

Isto é muito importante, se considerarmos que já existe disponível no Brasil uma ferramenta complementar-integrativa de biofeedback VFC, o cardioEmotion, inteiramente desenvolvida por pesquisadores nacionais.

Muitos psicólogos e psiquiatras já estão usando o cardioEmotion com grande sucesso, não só no tratamento do TETP, como também em pacientes com outros diagnósticos, como efeitos do estresse crônico, depressão, etc.

Saiba mais sobre esta útil ferramenta baixando o ebook gratuito “Como tornar visível o invisível: visualizando as reações psicofisiológicas por meio de biofeedback”, e/ou inscreva-se no curso tem este mesmo título nos próximos dias 28 e 29 deste mês, em São Paulo.